Tenho saudades do pôr do sol à beira-mar. Tenho saudades de ir pela terra batida, de parar os meus passos para respirar fundo e assim ficar: a admirar, serenamente, a natureza em meu redor. Tenho saudades dos passeios de carro por aí e das janelas abertas, em viagens felizes, para deixar entrar o ar quente do verão. Saudades de descobrir novos lugares, de conversar pelas ruas abertas de gente. Saudades de saborear paladares novos em esplanadas cheias de luz. Tenho saudades da liberdade de poder ir. E da liberdade de poder ficar. Essa liberdade que — tão erradamente — temos como certa.

// 56º dia de confinamento em Londres. //

About the Author: Laura Azevedo

2 Comments

  1. Maria areis 16 Maio 2020 at 9:52 pm - Reply

    Partilhando contigo essa saudade…

    Matando a saudade de ler as tuas palavras!

    Beijinhos

    • Laura Azevedo 17 Maio 2020 at 4:37 pm - Reply

      Gosto de saber. 🙂
      Beijinhos :*

Leave A Comment